Todo conteúdo deste blog é publico.

Todo conteúdo deste blog é publico. Copie, imprima ou poste textos e imagens daqui em outros blogs. Vamos divulgar o Espiritismo.

sábado, 15 de maio de 2010


O VERDADEIRO AMOR

Senhor; educa-me o espírito para que eu não erre mais sempre que me relacionar comigo e com o mundo...

Meu coração está ansioso para amar da forma como Tu nos ensinaste!

Porém, ainda vive em mim todo um passado de hábitos e experiências que nem sempre foram de acordo com a Tua Lei e a Tua vontade. Em meu coração palpita ainda um apego excessivo aos bens amealhados, materiais e sentimentais, e um sentido exagerado de propriedade dentro do qual me movimento como pequeno tirano de minha própria submissão...

Por isso estou aqui, pedindo-te orientação e força.

Sei que recolho da vida aquilo que dou a ela, e meu coração está cansado de recolher dor e sentimentos mesquinhos em quase todas as minhas manifestações...

Quero amar de verdade, para ser amado também, verdadeiramente!

Não quero mais o egoísmo norteando meus sentimentos, não quero mais reter para ter; aprisionar para possuir; tiranizar para receber!

Quero experimentar a sublime sensação das grandes almas que souberam romper com o passado para glorificar o futuro; quero abençoar meu presente para não chorar por mim mesmo amanhã; quero resgatar meu passado para que meu dia amanheça em paz, de uma vez por todas, mesmo que à minha volta o mundo todo se mantenha em turbilhão...

Quero renunciar para conquistar, quero libertar para ter...

Roga-me o coração uma forma de manifestação mais elevada e pura, qual se não mais suportasse ele o egoísmo em que tenho estacionado e onde vejo meus irmãos conforme apenas a sua utilidade aos meus propósitos e contingências...

Não sou feliz assim, meu Pai, não sou!

Como declarar-me feliz se estou sempre refazendo a minha vida para tornar a perder? Como dizer-me realizado se todo dia necessito contabilizar o que possuo, somando prejuízos à conta de lucros e lucros à conta de prejuízos?

O verdadeiro amor não produz inquietações e danos, e sim felicidade perene...

Por isso, Senhor, ajuda-me agora a cuidar melhor de mim e de tudo o que me destes ao longo da vida! Não quero mais a sensação amarga de tempo perdido, de castelos na areia!

Ampara-me o desejo de crescimento real. Mostre-me os caminhos pelos quais devo seguir de ora em diante e, abençoando-me a alma, concede-me a chance de refazer mente e coração para assim conhecer um dia, jubiloso, a verdadeira face do amor!

Assim seja!

André Luiz

Um comentário:

  1. Carlos meu amigo...que texto mais lindo de André Luiz. Um apelo a Deus para que em busca de nossa reforma íntima, cresçamos verdadeiramente norteados pelo Amor.
    Bom domingo pra ti amigo!
    Beijos
    Valéria

    ResponderExcluir