Todo conteúdo deste blog é publico.

Todo conteúdo deste blog é publico. Copie, imprima ou poste textos e imagens daqui em outros blogs. Vamos divulgar o Espiritismo.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

TEMPO


“Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz.” Paulo - Romanos – 14-6.


A maioria dos homens ainda não percebeu os valores infinitos do tempo.


Existem mesmo os que abusam dessa concessão divina.


Julgam que a riqueza dos benefícios lhes é devida por Deus.


Entretanto, seria justo interrogar o motivo de semelhantes presunções.


Por constituir patrimônio comum à Criação inteira é justo que todos gozem das possibilidades do tempo, mas, em geral, a criatura não medita na harmonia das circunstancias que se ajustam na Terra, em favor de seu aperfeiçoamento espiritual.


O homem, por certo, contaria com o tempo, mas e se esse tempo estivesse sem luz, sem saúde, sem trabalho?


Contudo, são muitos raros os que valorizam o dia.


Ao contrario, observam-se em toda parte, as fileiras dos que procuram aniquilá-lo de qualquer forma.


As expressões “matar o tempo” são bem um reflexo da inconsciência dos homens.


E nos menores recantos, há criaturas nesse mister, exterminando as possibilidades mais sagradas.


Um dia de saúde, de tranqüilidade e de luz é muito importante para a cooperação na Lei Divina.


Os interesses imediatos do mundo clamam que o “tempo é dinheiro”, para depois fazer de novo todas as obras começadas, entretanto, o apostolo nos afirma que o tempo deve ser do Senhor.


Livro: Luz no Caminho – Médium: Chico Xavier – Espírito: Emmanuel.
Fonte da imagem: Internet

2 comentários:

  1. Olá querido amigo Carlos,faz um bom tempo que não me comunico, talvez nem mesmo me reconheça, mas sou a Daniela do blog espirita nosso lar, não estou mais com aquele blog por motivo de estar sem internete por um período longo,mas agora estou de volta com este blog novo, tentando recuperar o tempo que perdi, que Jesus nosso irmão maior possa continuar te iluminando, grd beijo em seu coração...

    ResponderExcluir
  2. Querida Daniela, que bom falar com você novamente.
    Claro que me lembro de você.
    Obrigado pelas palavras de carinho.
    Um forte abraço,
    Carlos

    ResponderExcluir