Todo conteúdo deste blog é publico.

Todo conteúdo deste blog é publico. Copie, imprima ou poste textos e imagens daqui em outros blogs. Vamos divulgar o Espiritismo.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

LAVRADORES


“O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos” – Paulo (II TIMÓTEO, 2:6).


Há lavradores de toda classe.


Existem aqueles que compram o campo e exploram-no, através de rendeiros suarentos, sem nunca tocarem o solo com as próprias mãos.


Encontramos em muitos lugares os que relegam a enxada à ferrugem, cruzando os braços e imputando à chuva ou ao sol o fracasso da sementeira que não vigiam.


Somos defrontados por muitos que fiscalizam a plantação dos vizinhos, sem qualquer atenção para com os trabalhos que lhes dizem respeito.


Temos diversos que falam despropositadamente com referência a inutilidades mil, enquanto vermes destruidores aniquilam as flores frágeis.


Vemos numerosos acusando a terra como incapaz de qualquer produção, mas negando à gleba que lhes foi confiada a bênção da gota d’água e o socorro do adubo.


Observamos muitos que se dizem possuídos pela dor de cabeça, pelo resfriado ou pela indisposição e perdem a sublime oportunidade de semear.


A Natureza, no entanto, retribui a todos eles com o desengano, a dificuldade, a negação e o desapontamento.


Mas o agricultor que realmente trabalha, cedo recolhe a graça do celeiro farto.


E assim ocorre na lavoura do espírito.


Ninguém logrará o resultado excelente, sem esforçar-se, conferindo à obra do bem o melhor de si mesmo.


PAULO DE TARSO, escrevendo numa época de senhores e escravos, de superficialidade e favoritismo, não nos diz que o semeador distinguido por César ou mais endinheirado seria o legítimo detentor da colheita, mas asseverou, com indiscutível acerto, que o lavrador dedicado às próprias obrigações será o primeiro a beneficiar-se com as vantagens do fruto.


Livro: Fonte Viva, lição 31 – Médium: Chico Xavier – Espírito: Emmanuel.
Fonte da imagem: Internet

6 comentários:

  1. Esforçar-se voluntariamente para cumprir com amor carinho,detrminação suas obrigações doando o melhor de si acumulará mais cedo méritos perante Deus.
    Lindo dia para você
    Amigo Carlos

    ResponderExcluir
  2. Olá Carlos. A cada um segundo sua obra. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. que lindo e maravilhoso texto de emmanuel e chico xavier de que adianta ter-se a terra a semente a inchada e não saber ou pior não ter interece em fazer-se uso das ferramentas nescessarias
    para desenvolver a lavoura e aguardar o crescimento,e os frutos,lindo cheio de sabedoria
    e espiritualidade um abraço com carinho
    marlene

    ResponderExcluir
  4. Oi Selma querida. Grande verdade. Todo esforço direcionado ao bem redundará em bênçãos.
    Beijos,

    Olá amiga Maria José. Colheremos o que semearmos.
    Beijos,

    Marlene coração querido, Deus nos dá as ferramentas e a lavoura e cada um colherá conforme seu esforço na busca da perfeição espiritual.
    Beijos,

    Carlos

    ResponderExcluir
  5. Boa noite meu querido amigo...que texto mais pertinente...com toda certeza sempre há de ser momento e oportunidade de bem semearmos, se assim o escolhermos e tivermos bom senso...pois o que se planta, colhe...porém, quem nada faz o que terá a colher?
    Beijos...
    Valéria

    ResponderExcluir
  6. Isto mesmo querida Valéria, façamos sempre o bem, não importando a quem.
    Beijos,
    Carlos

    ResponderExcluir